Narcosis | GLITCH REVIEW

A vida é difícil para um fã de jogos de terror e a minha sina parece ser ainda pior. Há três ano que escrevo para o GLITCH e não me lembro da última vez que analisei um jogo deste género que valesse mesmo a pena. Eu continuo à procura, talvez limitado por não ter um bom PC, mas contínuo esperançoso. É assim que tenho de encarar a minha desilusão quando encontro títulos como Narcosis. Continue a ler “Narcosis | GLITCH REVIEW”

Uncanny Valley | Glitch Review

A promessa de um videojogo assente nas consequências das ações dos jogadores é aliciante. Como poderemos influenciar o mundo do jogo e transformá-lo à medida que avançamos e fazemos as nossas escolhas? Esta é a questão que Uncanny Valley, da Cowardly Creations, tenta responder ao proporcionar-nos uma narrativa focada neste sentimento de repercussão. Todas as escolhas e ações influenciam a história e o final que recebemos. Mas será que funciona tal como prometido? Sim e não. Continue a ler “Uncanny Valley | Glitch Review”

Glitch Review | Sylvio

Não é fácil adicionar novos elementos a um género tão sobre lotado como o terror. Mortos-vivos, fantasmas, assassinos tresloucados, inimigos indestrutível ou presos numa estação espacial, no fundo do mar ou numa casa de campo, parece que já tudo foi feito e que o género é agora mais um constante déjà-vu do que uma experiência aterradora. Continue a ler “Glitch Review | Sylvio”

5 jogos a evitar no Halloween

Não existe nada mais fácil que chegar ao Halloween e criar uma lista com os videojogos mais assustadores que já jogámos. É tão fácil que é de caras, está no papo até antes de começarmos a escrever. Por essa mesma razão, e porque não gosto que o Glitch Effect tenha mais visualizações, decide quebrar a tradição e falar não nos melhores, mas sim nos piores jogos de terror que já joguei. É esta a minha vida. Continue a ler “5 jogos a evitar no Halloween”

Glitch Review | Claire: Extended Cut

Há muito tempo que não sentia uma necessidade tão grande de acabar e esquecer um jogo para sempre. Para minha surpresa, Claire: Extended Cut, um dos jogos que aguardava com maior curiosidade para este início de outono, encaixou perfeitamente neste parâmetro tão específico ao colocar-me numa aventura aborrecida e repleta de problemas técnicos que apenas agravaram a minha experiência. E pior: depois descobri que tinha de escrever esta crítica. Continue a ler “Glitch Review | Claire: Extended Cut”