A Vida, a Primavera e Final Fantasy X

2002. Todos estivemos lá. Uns mais velhos, outros ainda novos e alguns que até juram que nunca lá estiveram. Mas estivemos todos. Portugal tinha acabado de perder contra os Estados Unidos da América numa das únicas partidas de futebol que ficaram marcadas na minha memória. Foi o ano em que acabei o 9º ano e deixei os meus melhores amigos para trás para seguir a carreira que viria a marcar todos os 15 anos que se seguiram. E foi também nesse ano que a Squaresoft, ainda sem o prefixo Enix, editou Final Fantasy X na Europa. Continue a ler “A Vida, a Primavera e Final Fantasy X”

5 Razões Parvas Para Comprar Um Jogo

Podem fazer as contas todas, elaborar o mais que possam e averiguar todas as possibilidades existentes no universo, a conclusão será sempre a mesma: vocês já compraram um jogo pela razão mais parva do mundo. Isto é matemático. Aconteceu. Por isso, vamos colocar as vergonhas de parte e admitir de uma vez por todas que temos na nossa prateleira um jogo que comprámos por impulso. E vamos aproveitar este momento de introspeção para analisar todas as razões verdadeiramente estúpidas que nos podem levar a comprar algo.

NOTA: Este top é puramente autobiográfico. É assim a minha vida.

Continue a ler “5 Razões Parvas Para Comprar Um Jogo”