Como escrever uma história em 2018

A escrita para videojogos tem vindo a mudar nestes últimos anos, especialmente com a chegada da atual geração e do foco mais acentuado nas plataformas digitais e nos conteúdos pagos. Para um guionista, o guião não se pode apenas restringir a uma narrativa com princípio, meio e fim, e sim ponderar o universo da história como um todo, onde a qualquer momento poderá ser necessário adicionar novos episódios ou DLC que expandem a história do jogo – mesmo que a ideia original invalidasse quaisquer hipóteses de uma sequela. É este o mundo em que vivemos e, meu deus, ele é belo! Continue a ler “Como escrever uma história em 2018”

Anúncios

50 Tons de Westeros

Vamos deixar os jogos de parte e falar um pouco de Game of Thrones. MAS ESPEREM, sem spoilers.

Com certeza que já devem ter reparado que cada região de Westeros e Essos é representada com tons de cor diferentes, contrastando as regiões quentes em tons amarelados e as frias com tons mais de azul. Com isto em mente, inspirado no projecto Movie Barcode, decidi adaptar este conceito com a finalidade de perceber onde e em quem se foca a maioria de um episódio e que tom carregam. Continue a ler “50 Tons de Westeros”

Eu, a Ubisoft e o DLC no cinema

Na semana em que a Kim Kardashian decidiu quebrar a internet com novas fotografias provocadoras, a Ubisoft conseguiu captar a minha atenção com um pequeno e malvado plano para a estreia do primeiro filme baseado na série Assassin’s Creed. A sua estreia nas salas de cinema não podia acontecer sem uma pitada de polémica e a Ubisoft não só respondeu à chamada como elevou a fasquia com DLC exclusivo para quem fizer a pré-reserva dos bilhetes. Continue a ler “Eu, a Ubisoft e o DLC no cinema”