Gamer com filho(s) | 1. Tempo e Dinheiro

Começa a odisseia do Duarte como pai gamer. No primeiro capítulo, aprendam a gerir tempo e dinheiro. Continue a ler Gamer com filho(s) | 1. Tempo e Dinheiro

Carta ao Pai Natal

Querido Pai Natal, Bem sei que é tarde demais para pedir jogos novos para este ano. Demasiada pressão, nem eu queria um jogo assim mal amanhado e feito à pressa. Até porque Dragon Ball FighterZ chega logo no início do ano e Red Dead Redemption 2 ali a meio. Com 2018 resolvido, decidi fazer uma lista de desejos em que podes ir trabalhando ao longo do ano … Continue a ler Carta ao Pai Natal

5 indies para 2016

Em 2010 o catálogo indie era praticamente uma novidade com títulos como Braid, Limbo e Super Meat Boy a brilharem mais do que muitos jogos AAA. No ano seguinte Minecraft ultrapassou um milhão de cópias vendidas no primeiro mês da fase beta, em Janeiro, somando 23 milhões de euros chegado Abril. Numa altura em que a indústria, nas mãos das grandes editoras, apostava em experiências lineares e gráficos fotorrealistas a 60 euros, um tipo sozinho, com um chapéu hipster faz uma fortuna a vender um jogo sem objectivos fixos e com gráficos rudimentares pelo preço de dois menus Big Mac. Continue a ler “5 indies para 2016”