REVIEWS

ASUS ROG Phone 3 | GLITCH REVIEW

Um smartphone que chega para presentear os fãs de videojogos que adoram mobilidade de jogo, sem que, para isso, tenham de sacrificar a performance. O ASUS ROG Phone 3 promete unir o melhor de dois mundos: um smartphone para jogar e para o uso do dia-a-dia.

Quem “me lê” no GLITCH sabe-me fã confessa do universo mobile dos videojogos. Durante tantos anos parente pobre da família do gaming, o mobile tem vindo a conquistar terreno e a ganhar um lugar de destaque. Dos jogos indie aos AAA, este mercado em crescimento, repleto de potencial (para jogadores casuais e hardcore), é, além de promissor, rentável. Desta forma, é apenas natural que, para dar resposta a um mercado cada vez mais exigente, se desenvolvam plataformas de jogo cada vez mais capazes de dar resposta a esta jogabilidade em movimento. Talvez a mais recente, o ASUS ROG Phone 3.

Este smartphone de gaming de terceira geração é uma ode aos gamers. Apresentado como o “mais potente telemóvel de gaming”, pela ASUS, o ASUS ROG Phone 3 foi criado para jogadores hardcore. Com um processador Octa-core, um ecrã AMOLED de 6.59″ de 144 Hz / 1 ms, 12 GB de memória RAM e até 512 GB de armazenamento, o dispositivo da ASUS tira ainda partido da plataforma móvel Qualcomm Snapdragon 865 Plus 5G com capacidades de comunicação móvel 5G.

O resultado é uma experiência de gaming de alta performance – não tivesse a ASUS contactado a Qualcomm para fazer um overclock ao processador Snapdragon 845 da companhia, com o objetivo de criar o smartphone mais rápido do mercado. É inegável que o ASUS ROG Phone 3 foi desenhado para ser levado ao limite e poderão esperar um desempenho à altura: durante o nosso teste, optámos por experimentar combinar tarefas em simultâneo e o resultado foi muito positivo. Testámos jogar, gravar a jogabilidade e fazer um download de um jogo ao mesmo tempo e não sentimos dificuldade ou quebra de performance. Todos os processos decorreram de forma estável, em simultâneo, sem interrupções.

Toda a experiência de jogo é altamente personalizável, com o ASUS ROG Phone 3 a oferecer uma série de informação relevante, em tempo real, incluindo dados relacionados, por exemplo, com os FPS e CPU. Apesar de ter um sistema preparado para a performance, com predefinições otimizadas, os mais exigentes terão controlo total dos parâmetros do sistema, através do Modo X. Este modo coloca nas mãos dos jogadores o controlo total do sistema, permitindo otimizar a performance, incluindo, por exemplo, o overclock e underclock.

A dar poder a esta performance, está uma bateria de 6000 mAh2, com modos personalizados e ainda tecnologia para poupança de energia e carregamento rápido. As dimensões da bateria são grandes e este é um dos pontos com mais impacto no peso total do smartphone – apesar de ser confortável, o ASUS ROG Phone 3 não é um dispositivo leve. Poderão esperar um peso de 240 g para dimensões de 171 x 78 x 9.9 mm.

Longas horas de jogo pedem um sistema de arrefecimento e a ASUS não se esqueceu disso. O dissipador AeroActive Cooler 3, um periférico que pode ser fixado por clipe no smartphone,  evita o sobreaquecimento do dispositivo. Também neste campo, a ASUS uniu performance a design, com este “extra” a fundir-se, de forma minimalista, com o dispositivo. Na verdade, esta é apenas uma das nuances interessantes do ASUS ROG Phone 3, juntando-se, por exemplo, aos LED com integração com a Armour Crate ou os altifalantes estéreo que se traduzem num som imersivo – tiram partido da tecnologia Dirac Research e quatro microfones para captação de “áudio 3D”.

O ASUS ROG Phone 3 inclui ainda uma capa Aero que torna o design do dispositivo mais robusto e impactante. Esta capa é naturalmente otimizada, deixando os AirTriggers expostos, ao mesmo tempo que protege as restantes zonas do smartphone. Estes “gatilhos” têm tempos de resposta otimizados, com o design a assentar na perfeição nas mãos e a utilização a ser suave, fácil e com uma ergonomia que o torna confortável. Adicionalmente, o dispositivo tira partido de um sistema “não incomodar” adaptado ao gaming, que permite evitar distrações durante o jogo. O utilizador pode, assim, escolher o tipo de alertas que quer receber durante uma sessão de jogo – das chamadas às notificações de aplicações, por exemplo.

Ainda do lado do gaming, poderão contar com uma App que funciona como uma biblioteca de jogos, com integração com o Google Play, sendo possível fazer vários processos de filtragem, incluindo escolher títulos por tipo de funcionalidade. Toda a experiência de jogo é altamente personalizável, com o ASUS ROG Phone 3 a oferecer uma série de informação relevante, em tempo real, incluindo dados relacionados, por exemplo, com os FPS e CPU.

Mas o ASUS ROG Phone 3 não é só um smartphone para gamers. Na verdade, é um dispositivo de alta performance nos dois universos, tal como já referimos. Desta forma, une interfaces dedicadas aos videojogos com, outras, tradicionais de um smartphone, tornando-o numa opção para todos os públicos. Apesar de ser um smartphone dedicado ao gaming, é possível escolher, desde logo, se queremos que o nosso ASUS ROG Phone 3 se “vista” a rigor como um jogador profissional de esports ou um fã de videojogos mais discreto. Desta forma, poderão optar por um ambiente com design e influências ligadas ao gaming ou por um, mais tradicional, que faz deste um smartphone mais comum. Do lado das especificações que vão para lá dos videojogos, o ASUS ROG Phone 3 apostou no poder das câmaras – as traseiras com 16 MP e a frontal com 13 MP –, e inclui ainda funcionalidades Dual SIM.

Infelizmente, no ASUS ROG Phone 3, faltam alguns elementos que consideramos importantes: não é resistente à água, não apresenta uma entrada de jack 3.5mm (ainda que o dispositivo inclua um adaptador) e não inclui funcionalidades de carregamento sem fios. Desta forma, os utilizadores terão de ponderar se este tipo de elementos poderá ser sacrificado e trocado por elementos inovadores, como é o caso dos AirTriggers e de uma performance sem falhas.

Em suma, o ASUS ROG Phone 3 é um smartphone poderoso, focado na performance e completamente pensado para os videojogos. Um dispositivo criado para gamers hardcore que consegue também responder às necessidades de utilização diária de um smartphone. Une o melhor de dos mundos, apostando nos melhores componentes, personalização robusta, design sedutor, rapidez e fiabilidade.

Pontos positivos

  • Performance elevada e consistente
  • Bateria de  6,000mAh para uma autonomia extrema
  • Câmaras traseiras e frontal de elevada qualidade
  • Duas entradas USB-C para carregamento em ângulos otimizados
  • Ecrã de 144Hz que une rapidez e gráficos incríveis
  • Elevada personalização das funcionalidades e parâmetros dos videojogos
  • Combinação equilibrada de funcionalidades para gaming e uso casual no dia a dia

Pontos negativos

  • Ausência de funcionalidade para carregamento sem fios
  • Ausência de entrada de jack 3.5mm

Preço:
ROG Phone 3 a partir de 999€
Strix Edition a partir de 799€

Website oficial

O dispositivo para análise foi cedido pela ASUS Portugal.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: