PÔR OS PÍXEIS NOS I'S

Como Lidar com o Lançamento da PS5 e Xbox Series (se não tiverem dinheiro)

Cinco métodos rápidos para esquecer as novas consolas.

A carteira? Vazia. A autoestima? Nas últimas. Assim nos encontramos, caro/a colega. Sem dinheiro e sem a possibilidade de entrarmos de rompante na nova geração de consolas. Do outro lado da janela, vemos amigos e conhecidos a sorrirem com a família e consolas como num filme de Natal. E nós? Sozinhos e à chuva.

Na imagem: vocês sem uma das novas consolas.

Mas não vamos desesperar. Recordem-se: nós sobrevivemos ao lançamento da Nintendo Switch e agora não vai ser diferente. Para ajudar, decidi reunir alguns exercícios mentais, físicos e metafísicos para aguentarmos a pressão com que somos atacados diariamente. Digam comigo: nós não precisamos destas consolas!

Backlog para terminar

Como dizia a minha avó: nunca deixem nada a meio. Antes de saltarem para a nova geração, já terminaram todos os videojogos que compraram ao longo destes sete anos? Aposto que não começaram metade, relegados à vergonha da vossa biblioteca crescente de jogos que compraram apenas porque estavam baratos. Ideia maluca – e que tal terminar tudo antes de darmos um pulo para o grupo dos miúdos fixes?

E no PC, o catálogo é ainda maior!

Eu sei, é de loucos, mas é possível. No meu caso, apercebi-me que tenho quase todos os RPG japoneses em lista de espera e este é o momento ideal para dar o salto. Também tenho uma mão-cheia de jogos que abandonei porque custaram 1 € e irritaram-me ao ponto de não me importar de os ter abandonado. Há ainda muita vida na geração atual e podemos aproveitar o seu catálogo para aguentar esta necessidade de comprar mais e mais.

Vem aí o Natal

Entrámos na fantástica época natalícia, aquela época onde nos lembramos coletivamente que existem outras pessoas à nossa altura, algumas delas carentes e a necessitarem de todo o apoio possível – ainda mais em tempo de pandemia. E que tal ajudarmos quem precisa em vez de jogarmos Demon’s Souls neste Natal (até me custou escrever isto)? Porque não pegar no nosso dinheiro e dizermos a alguém Feliz Natal? Talvez a alegria esteja nos outros, não em objetos de plástico e metal que ocupam metade da sala de estar.

Comunismo é o futuro

Aliás, sabem que mais? Isto de comprar consolas é mais uma medida capitalista que outra coisa. Será que queremos mesmo perpetuar o polvo nefasto dos homens engravatados por todo o mundo? Eu digo não! Sim, comprámos jogos; sim, comprámos consolas, mas agora está na hora de parar estes tiranos e mostrar quem manda na vossa carteira! Badamerda, Sonae!

PS5 é só um número a mais e X está quase no fim do alfabeto

De facto, o que tem a PS5 que a PS4 não tem? Teraflops? 4K? Raytracing? Demon’s Souls? A consola não faz barulho quando funciona ou bloqueia quando tento ver os troféus a meio de uma partida? São apenas pormenores que não devem afetar e destabilizar a vossa harmonia. Aliás, 5 é, objetivamente, um número muito mais feio que 4.

E o comando? Se querem sentir coisas, vão para a rua!

Continuando com a matemática, X é o valor que temos de determinar numa equação simples. Resumindo: ainda não existe. Se a nova Xbox é uma Série de Xs, então é o equivalente a terem um saco com nada. Isto é matemática. Se preferirem uma lição de português, X está quase no final do abecedário e é aquela letra que dizemos já cansados quando soletramos tudo por ordem. Agora, um A, B, C ou F? Sem dúvidas, boas escolhas. Agora X? A Xbox deu mais um tiro no pé.

Descubram outras artes

Sabem que existe um mundo para lá dos videojogos? Um mundo com cinema, pintura, música e teatro? E que tal irem ao D. Maria II ver uma peça e ajudar a cultura nestes tempos de precariedade? Aliás, podem até criar as vossas próprias peças de arte e fazer fluir essa criatividade que perderam durante anos e anos de jogo sem interrupções.

Imaginem isto: vocês podiam ser o novo Picasso e estão a jogar Marvel’s Spider-Man: Miles Morales na PlayStation 5 e Assassin’s Creed: Valhalla na Xbox Series X/S. Eu tinha vergonha. Já eu? Acabei de pintar o teto da minha casa como se fosse a Capela Sistina, mas com o Knack, e estou a escrever o meu primeiro romance. Por isso, meus amigos, fiquem com as vossas consolas enquanto eu e os meus amigos impulsionamos a cultura nacional.

Construam as vossas consolas

No entanto, mais uma ideia. Esqueçam a arte, isso é para quem não gosta de dinheiro – e isto não sou eu que o digo, é a Ministra da Cultura. Vamos embarcar numa aventura pelo mundo da programação e engenharia e vamos fazer a única coisa óbvia: vamos criar as nossas consolas. Se a PS5 não vai ao Canelo, o Canelo faz a Canelo GameStation 3000 (não roubem, é marca registada). A Xbox Series X chega aos 8K? Isso é para meninos, vamos aos 12K. As duas consolas leem Blu-rays? Vamos mais além e fazer Blu-rays 2 – a sequela, mais e melhor.

Estou a avisar: é marca registada! Não copiem!!!!

O que nos irá parar? Dinheiro? Criatividade? O mundo é a nossa ostra! Se seguirem estes passos, vão conseguir aguentar dois a três anos sem adquirirem uma das novas consolas. A vossa felicidade vai aumentar e vão sentir que são pessoas não só mais ativas, como membros importantes das sociedades em que se inserem. É o Método Canelo: é real e eficaz.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: