REVIEWS

A Fold Apart | GLITCH REVIEW

Para aqueles que querem uma simulação de relações à distância, mas sem a chatice de uma relação à distância.

A Fold Apart é um jogo sobre relações à distância que vai beber bastante aos visuais da Pixar, com direito a uma banda-sonora digna a acompanhar. Também é um jogo de puzzles e um walking simulador que poderá, ou não, afastar alguns fregueses.

Admito que me encontro nesse canto, se adoro uma boa estória, não sou grande fã de jogos de puzzles e de walking simulators. No entanto, não me importo de engolir as minhas palavras, como foi no caso de Catherine, outro jogo com uma história brutal. Quando os astros se alinham, até um casmurro como eu consegue desfrutar de algo fora da sua zona de conforto. E aconteceu aqui. Sou um romântico, podemos alegar que é por ser caranguejo (se acreditarem nisso), e facilmente de levar à lágrima, portanto esfreguei as mãos e lancei-me a este jogo da Lightning Rod Games.

Estou, sim? É para mim?

Neste jogo e em todas as relações (romance, platónica ou amizade), a comunicação é muito importante. Se uma conversa ao vivo tem mais impacto por podermos ver as expressões da outra pessoa, as emoções, o toque etc, por escrito, a coisa é um pouco diferente. Quando trocamos linhas ou paredes de texto, ou apenas palavras soltas, há sempre espaço para segundas interpretações. Podemos adicionar um emoji para acentuar uma expressão, um lol para indicar que nos rimos ou que achámos graça a algo, mas… será? No fundo, é tudo zeros e uns, e a pessoa continua longe.

Não quero entrar no campo psicológico dos relacionamentos, portanto: o jogo, sim! Em A Fold Apart acompanhamos a relação de um casal que se afasta por motivos de trabalho, ele é um professor que foi colocado longe e ela é arquitecta. O jogo abre com uma lufada de ar fresco e permite-nos escolher o modelo de casal: hétero ou homossexual com os respetivos pares. Estas decisões são bastante importantes para que as pessoas se possam relacionar com a narrativa de uma maneira mais imersiva. E para além desta decisão, o jogo permite decidir a mensagem a enviar ao parceiro, podendo (ou não) influenciar as reacções.

Um jogo para todos.

Trocamos de parceiro a cada capítulo e espreitamos as suas rotinas, enquanto vivem um dia normal, passam saudades e correspondem-se. E esta é a melhor mecânica do jogo, um pequeno slice of life que aparenta ser inocente, mas que toca bem na ferida de quem passou, e passa, pelo mesmo: às vezes podemos interpretar as mensagens de maneira errada ou remoer no que não foi dito. E cada vez que entramos nesta espiral de insegurança, o jogo atira-nos para um puzzle. Os desafios envolvem o básico do origami, onde dobramos o papel para criar caminhos para a nossa personagem poder apanhar uma estrela dourada e avançar. Simples na teoria, tramado na prática à medida que avançamos. E no decorrer do jogo, são introduzidas novas dinâmicas para manter a jogabilidade fresca.

Ao passo que a história, visuais e banda sonora eram de encantar; os puzzles desafiantes, mas justos, achei o ritmo do jogo bastante lento e dava por mim a revirar os olhos com a lentidão da personagem, e sem opção de acelerar. Esta só corria quando estava em “perigo”. E custou avançar assim, pelo menos podiam ter dado a opção para correr… Também não fiquei fã do tipo de letra escolhido porque sobrepunha-se ao cenário, dificultando a leitura em movimento, mas se activarem as legendas, não haverá problema. Picuinhice, admito.

A Fold Apart é uma pequena pérola positiva sobre relações à distância, a importância da comunicação e com puzzles desafiantes. Podia estar um pouco mais polido, pois reparei nas raras quebras de fluidez, e melhorar o que mencionei acima. Fora estas picuinhices, mais do que recomendado aos pombinhos.

A escala utilizada é de 1 a 10

O código para análise (Nintendo Switch) foi cedido pela Evolve.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: