Estou fechado em casa. E agora?

Por melhor que seja brincar com as coisas, tornando-as mais leves ou mostrando vários lados de um problema, às vezes também temos de ser sérios e escrever artigos que possam ajudar a comunidade. A peça de hoje é séria, mas se possível vamos torná-la um bocadinho mais leve.
Vamos escrever sobre o Covid-19 ou Coronavírus.
Não somos médicos (que eu saiba) nem analistas ou especialistas no assunto para voltar a repetir o que é dito nas notícias (atenção às fontes sensacionalistas; optem por fontes mais sóbrias e sérias), mas somos jogadores. Jogamos por ocupação, por profissão e agora achamos que devemos jogar por necessidade.

Vamos falar a sério.

Com o encerramento de várias instituições como universidades e outras escolas, espaços culturais e eventos, mais do que nunca é urgente ficarmos em casa ou evitarmos focos onde se concentram muitas pessoas. Sim, podemos ir às compras, portanto NÃO há necessidade de comprarem bens para meses de isolamento, pensem no próximo; pensem naqueles com necessidades urgentes ou dificuldades financeiras. Mantenham apenas a distância aconselhada, de cerca de um metro, e tenham cuidado.

Estamos fechados em casa. E agora? Se acompanharam a nossa rubrica Na Minha Cama com Ela, sabem que estive de cama durante dois meses, fechado num quarto e em casa (com saídas esporádicas ao médico). A pior dificuldade do processo foi: distrair-me. Sou uma pessoa com várias ocupações, mas fiz da Nintendo Switch a minha companheira e acabei bastantes jogos para passar o tempo. E o tempo passou. E cá estou eu a preparar-me para ficar mais tempo em casa.
Para os que não são caseiros como eu, isto pode ser complicado, mas não impossível. Há muito que fazer em casa e, se tivermos de sair, podemos sair para os mundos digitais.

Puxem das melhores companhias.

Animal Crossing: New Horizons está prestes a sair! Se forem fãs do género, esta é a oportunidade perfeita para irem de férias para uma ilha deserta com outros habitantes tão perdidos como vocês. Há muito para fazer na ilha para tirar a cabeça do que se passa na rua: podem decorar a vossa tenda; podem construir ferramentas de trabalho como machados e enxadas de forma a recolherem mais materiais para construírem uma casa cada vez maior.
Se isto não vos interessar, podem ir à pesca ou apanhar insectos; moldar a geografia da vossa ilha ou participar em eventos temáticos que estejam a decorrer no momento. Além disso, podem interagir com os vossos vizinhos sem qualquer problema de contágio. O pior que vos pode acontecer é darem-vos uma peça de mobília absolutamente horrível para a vossa casa, mas para grandes males, grandes remédios. Cavem buracos à volta da casa deles e assim já não saem! Preencham o museu com fósseis, fauna e flora; observem as estrelas, vão ao bar beber um café ou ao concerto do K.K.! Com este tanto em mãos, os dias passarão a correr. Falo por experiência própria porque enterrei centenas de horas nas prequelas, e o jogo dura anos!
No entanto, se este jogo não vos disser nada, existem alternativas como Stardew Valley ou Rune Factory 4 Special, este último com um maior foco no combate.

Doom Eternal também está a rebentar e se os memes entre este jogo e Animal Crossing fizeram as delícias da Internet, o jogo promete não ficar atrás. Pessoalmente, não me diz muito, mas para os fãs será uma compra certa! E nada melhor do que ficar em casa, janelas fechadas e esventrar aventesmas ao som de uma poderosa metalada para tirar a cabeça da vida real.

Vão ser lançados mais jogos para os estarmos a enumerar aqui! Se já tiverem as vossas reservas ou compraram digital, estarão a jogar logo logo. E se não compraram nada porque também convém poupar algum dinheiro, trabalhem nesse backlog! Aposto alguns enlatados em como têm pilhas e prateleiras de jogos por acabar ou começar. Não há melhor altura para despachar essa palha ou finalmente mergulhar naquele open world que adiaram por não terem tempo. Agora têm tempo! E com tanto por fazer, acabarão o mês com muito jogo pela frente. E, claro, recomendamos o grande The Witcher 3! Mas há mais, Assassin’s Creed Odyssey é outro que merecerá a vossa atenção; Death Stranding para explorarem lindas paisagens, onde não existe mais ninguém para além do Sam. Só não recomendamos o Fallout 76… Não há pandemia que nos faça jogar aquela porcaria. Peguem nesses RPG de centenas de horas e façam tudo, mas tudo!

Bora ficar em casa?

Voltamos à Nintendo Switch.
Um dos factores vencedores da consola é a partilha de comandos para jogarem a dois ou a quatro ou a oito. Para além dos cuidados redobrados de higiene na altura de passarem os comandos, se estiverem reunidos em família e em casa, é a altura perfeita para convidarem pais e avós a jogar. Existem imensos jogos e imensos géneros capazes de agradar a todos os públicos desde o desporto a jogos de luta ou puzzles. Podem fazer sessões de Smash ou Mario Kart, Snippperclips, 1, 2, Switch e muitos, mas muitos indies cooperativos. Se tiverem o Nintendo Labo, passem um bocadinho de mais tempo com os mais novos enquanto lhes explicam o que se está a passar ou não, é convosco; evitem os ginásios cheios ou piscinas por uns tempos, mas não deixem de fazer exercício: podem fazer coisas básicas em casa ou, se tiverem o Ring Fit, usem-no como desculpa para se manterem em forma e suarem as preocupações.
Quando isto passar, façam um antes e depois! Arranjem os jogos de dança ou de karaoke para ótimos serões em família!

Fora da Switch, a oferta é bastante vasta e variada!
Gostam de jogos de desporto? Façam uns torneios em casa e quem perder lava a louça! Fortnite, Overwatch, League of Legends, Destiny, Minecraft e tantos outros que são excelentes para afundarem horas de tempo e jogarem com outras pessoas no outro lado do mundo a passarem pelo mesmo. Para quem precisa de interagir com outros, apostem nos MMO como The Elder Scrolls Online, Final Fantasy XIV, Guild Wars 2 etc, onde terão horas e horas, dias e dias de conteúdo para explorar, formem grupos enormes (porque aqui é seguro fazê-lo) e derrotem bosses, conheçam-se, troquem experiências e sobretudo, divirtam-se.
Se fazem streams ou gostam de ver streams, façam-no. Bastante. Ouvir e interagir com outras pessoas a terem conversas banais sobre os assuntos mais aleatórios pode ser ótimo para distrair. Alguém está a jogar LoL, mas a descrever todo o tipo de pratos que existem sobre camarão pode resultar numa experiência engraçada.

Quero ler isto no remake!

O importante é distrair e ocupar a cabeça. As pessoas com doenças mentais não conseguem evitar pensar no negativo, escrutinar notícias e números para terem algum tipo de validação. Se é bom estarmos informados, demasiada informação pode fazer mais mal do que bem e é por isso que temos de ocupar as mãos e a cabeça.
E quem diz jogos, diz outra coisa! Existem muitos serviços de streaming como a Netflix, Amazon Prime, HBO e outros, portanto se tiverem temporadas em lista de espera, está na hora! Podem começar a ver Game of Thrones e quando acabarem a série, apenas ficarão lixados com o final, e não com o tempo que ficaram fechados em casa. Vejam Seinfeld! Vejam Parks and Rec e Scrubs para rir e chorar. Buffy fez 23 anos, nunca viram e querem uma dose de anos 90? Toca a ver! Por acaso, falta-me ver Angel

Anime? Falta-me carradas de Naruto Shippuden… Podem meter o enorme One Piece em dia. Podem fazer maratonas de Senhor dos Anéis. Podem continuar e ler os livros dos Senhores dos Anéis. Podem ler The Wheel of Time que é gigante. Ler todo o espólio de Terry Pratchett ou do Stephen King.
Nesta altura, consumir entretenimento é o que podem fazer sem moderação.

Há uma história engraçada que se aplica aqui: a Grande Praga de Londres fechou a universidade de Cambridge, em 1665, e Isaac Newton teve de trabalhar em casa – assim como estou remotamente. E foi durante essa altura em que começou na trabalhar nas suas teorias de cálculo; foi também a altura em que a «maçã caiu da árvore». A ser verdade ou não, podem seguir este exemplo e começar um curso online: vejam as aulas da Masterclass, Udemy, Coursera etc. Mesmo em Portugal, estão disponíveis aulas e lições gratuitas para se prepararem para os exames.
Quem sabe, poderão sair daqui outros Newtons!
É chato ficar fechado em casa e faltar a compromissos. Durante a minha baixa faltei a aniversários; dois concertos que adorava ter ido e, provavelmente, não voltarão cá; filmes e saídas, mas foi por uma questão de saúde. Duas semanas não é muito tempo e os eventos estão apenas a ser adiados, quando sairmos daqui vamos a essas coisas todas.

Comam fruta!

Dito quase tudo, reina o bom senso. Falem com os mais velhos, expliquem-lhes o que se está a passar, reforcem a vossa higiene e minimizem os problemas. Tenho amigos médicos (que também jogam) que dizem que o principal somos nós! Que se agirmos como uma sociedade e pensarmos no próximo, a coisa vai lá. Eles, os médicos e os enfermeiros, farão o resto, mas precisam da nossa ajuda.
Agora convém deixar algumas informações úteis. Estamos a entrar nas épocas das alergias e é importante não confundir sintomas. Consultem os boletins de informação, tomem as vossas medicações normais e tenham especial cuidado. Caso venham a ter sintomas por mais cuidados que tenham tido, não corram para os centros de saúde ou para os hospitais, liguem primeiro para os serviços disponíveis (808 24 24 24) e sigam as orientações.

Nós estaremos deste lado a escrever, a jogar e a viver. Fiquem atentos, fiquem bem!

Quando repararem…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.