À Conversa com Pedro Silveira (Moche XL Games World)

Na antecipação da estreia do XL Moche Games World no circuito de eventos de videojogos em Portugal, estivemos à conversa com Pedro Silveira para ficar a conhecer melhor esta iniciativa. Do ADN do evento ao que o diferencia dos concorrentes – incluindo o Lisboa Games Week e polémica associada – discutimos ainda como é organizar um evento do género e o que estes significam para o panorama nacional de videojogos.

O Moche XL Games World decorre de 14 a 17 de novembro, na Altice Arena.

GLITCH (G): Estás ligado aos videojogos há muitos anos, de Quake a LanParties por todo o país. Fala-nos um pouco sobre o teu percurso.

Pedro Silveira (PS): Desde sempre que estive ligado aos videojogos, sempre fui um apaixonado por esta área e, desde bastante novo, que jogava um pouco de tudo desde o Chuckie Egg ao Unreal Tournament. Em 2006, com um grupo de amigos, decidimos criar uma lanparty, a XLparty, que juntou centenas de pessoas, em Palmela, e foi aí, há mais de uma década, que surgiu a ideia de criar a E2Tech, para que esse projeto se tornasse mais profissional. Começámos a levar a XL Party a todo o país, com etapas trimestrais com bastante sucesso. Em 2011, visitámos a Paris Games Week e percebemos que a XL Party poderia evoluir e ser um evento semelhante, mas à dimensão do nosso país. Avançámos com essa ideia e, após 25 edições, surgiu o Lisboa Games Week. Com cinco edições de sucesso, achámos que era altura de inovar e de acompanhar a evolução no setor e lançamos, agora, o Moche XL Games World.

G: Como foi criar um evento sobre videojogos num panorama onde ainda existiam muitos preconceitos sobre o meio?

(PS): Os preconceitos em relação aos videojogos sempre existiram e vão continuar a existir. Nos últimos anos, esse estigma foi sendo quebrado e os nossos eventos surgem como veículos facilitadores para a sociedade conhecer o meio e como lidar com todas as suas características diferenciadoras. Isto porque a minha experiência diz-me que muitos dos participantes levam amigos ou familiares que não estavam a par deste universo e que acabam por desconstruir algumas ideias e preconceitos. Se inicialmente os eventos eram mais direcionados à comunidade de jogadores, agora são eventos que conseguem abranger uma diversidade de público, desde os jogadores profissionais aos jogadores mais casuais, que se divertem apenas com os amigos.

G: O XL Games World pretende dar resposta à mudança de paradigma que se tem verificado na indústria, e ao que o público procura. De que forma este se diferencia dos restantes eventos do género?

(PS): O que podemos destacar como a maior diferença do Moche XL Games World para os outros eventos é que pretende ser uma experiência imersiva no mundo dos videojogos. Queremos que fuja da exposição tradicional que envolva todo o público e que seja direcionado a todos os jogadores e simpatizantes da área e não apenas aos jogadores profissionais, pelo que teremos, ao longo de todo o evento, várias áreas de free to play e experimentação para qualquer tipo de público. O nosso objetivo é desafiar todos a saírem da sua zona de conforto e experienciar novos mundos, reinventando a experiência dos participantes.

G: É inegável que, atualmente em Portugal, este tipo de eventos se multiplica de ano para ano. Sentes que existe espaço no mercado português para os vários players/eventos?

(PS): Sim, acreditamos que existe espaço para vários eventos desta área, desde que tragam algo novo para o público. A indústria tem tido uma evolução constante e positiva, em Portugal, sendo que ainda não atingiu todo o seu potencial, pelo que achamos que existe margem para inovar e dar ao público eventos que acompanhem o setor e a expetativa do mesmo.

G: A pergunta é inevitável, até porque estiveste ligado ao projeto. O que torna o XL Games World diferente do Lisboa Games Week? E, a nível de planeamento, como tem sido ter o evento tão próximo da LGW?

(PS): O Moche XL Games World pretende proporcionar uma experiência diferente e imersiva a quem o visita, querendo fugir ao tradicional. Ambos os eventos vão ter diferentes ofertas para o público, por exemplo, o Indie X, estará presente no nosso evento com a final do concurso de jogos independentes, várias talks e masterclasses dadas por profissionais do setor. A Nintendo e a PlayStation também terão também presenças diversificadas em ambos os eventos, os próprios lançamentos de títulos são diferentes, os torneios da FPF Esports, o Fortnite World entre muitas outras atividades, pelo que as experiências nunca serão iguais. O planeamento é o normal para um evento de videojogos desta dimensão. Esta será sempre a altura mais apropriada para a sua realização, tendo em conta o calendário de lançamentos e os anúncios das marcas no setor.

G: Qual o principal objetivo de um evento como o XL Games World?

(PS): O principal objetivo do evento é proporcionar uma experiência imersiva ao público e dar uma oportunidade de viverem e experienciarem os videojogos de forma diferente. Queremos também continuar a promover uma boa relação entre os videojogos e a sociedade e, acima de tudo, que o público tenha uma boa experiência, se divirta e se apaixone ainda mais por este meio.

G: De que forma se equilibra a aposta nos ESports com os jogadores mais tradicionais num evento?

(PS): O objetivo do XL Games World é que todo o tipo de públicos possa desfrutar de uma experiência imersiva nos videojogos, pelo que temos de ter jogos e competições que se diferenciem e destaquem em ambas as vertentes. Vamos ter várias competições dedicadas aos esports, mas também teremos zonas com videojogos como Pacman, Metal Slug, Super Hang On, Daytona USA, Golden Dragon, entre muitos outros, direcionados a uma vertente mais tradicional.

G: Como pensam adicionar a chegada das novas consolas ao evento do próximo ano?

(PS): Ainda é cedo para responder a essa questão, todos os nossos esforços estão direcionados para esta primeira edição do Moche XL Games World.

G: Qual será o próximo passo para o XL Games World?

(PS): O próximo passo do Moche XL Games World será continuar a inovar, a acompanhar as novidades da indústria e a construir um evento que responda às exigências do público.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.