LocoRoco 2 Remastered | Glitch Review

Lembram-se da PSP? Se sim, aposto que se lembram de LocoRoco com os seus visuais simplistas, jogabilidade a condizer e com a musica e os efeitos sonoros mais fofos daquela plataforma.

Começa a ser um hábito comum a PS4 receber remasterizações dos seus clássicos de plataformas passadas, onde se inclui a PSP. Depois de receber LocoRoco Remaster, está na hora de abrir as portas à sua sequela, devidamente titulada, pasmem-se, LocoRoco 2 Remaster. É a loucura.

E não estou a ser sarcástico. LocoRoco é das melhores coisas que a PSP recebeu. É dos primeiros jogos que me saltam na memória e um daquele tipo de jogos que é perfeito para levar no bolso.

Sim, é verdade que na PS4 não encontramos essa mobilidade, a menos que usemos Remote Plays e afins, mas a essência mantém-se. Aliás, LocoRoco 2 Remaster é basicamente o mesmo jogo que encontramos na versão portátil.

Quem jogou o original, vai-se sentir em casa, pois é só pegar no comando e carregar no R1 e L1 para inclinar o ecrã de modo a mover o nosso bonequinho. E se se sentirem com alguma coragem, podem dar uso aos controlos por movimento do Dualshock 4 para o mesmo efeito.

Mas nesta versão existem algumas pequenas adições. Não se pode deixar de referir os visuais adaptados para altas resoluções, nem o suporte de troféus, mas as verdadeiras adições vêm em formato de colecionáveis espalhados pelo mapa, como notas musicais, e itens para trocar na casa da Árvore dos MiuMius, e garantir que ficam mais confortáveis e felizes.

Estas adições, para os jogadores mais obsessivos, são aquilo que indiretamente aprofundam LocoRoco 2 e tornam a experiencia mais interessante de revisitar, explorando diferentes caminhos alternativos com diferentes tipos de personagens.

Mas ao contrário da, quase, perfeição natural do jogo portátil, nem tudo é bem traduzido em LocoRoco 2 Remaster. A jogabilidade simplista sofre de um estranho peso que não me recordo de encontrar na portátil. A nossa personagem não se move com a mesma leveza e fluidez, e o ecrã não roda com tanta facilidade.

Além disso, sendo uma remasterização que se gaba dos 4K, é de estranhar encontrarmos cutscenes pré-renderizadas com uma resolução sub-720p. Basicamente, foram extraídas diretamente da versão portátil. Até fazem doer os olhos. Já o jogo apresenta-se de forma espectacular graças às cores, à direção artística e às formas perfeitas e animadas.

LocoRoco 2 Remastered , apesar das suas pequenas adições, é um port quase 1:1 da sua versão original, acabando, por vezes, por parecer que estamos perante um jogo emulado. O resultado final, leva-me mesmo a questionar se a “retro compatibilidade” não seria uma melhor opção, pelo menos para quem tem o original em formato digital.

Não deixa de ser uma boa adição ao catálogo da consola caseira da Sony, especialmente para quem nunca jogou o original, que parecendo que não já tem 9 anos.

A escala utilizada é de 1 a 10

O código para análise foi cedido pela Sony.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.