Rain World | Glitch Review

Num mundo pós-humanidade, onde a chuva mata com a ferocidade com que cai, somos um slugcat. Os primeiros passos são guiados, e somos apresentados às regras básicas do mundo: há que comer frutos e criaturas menores em medida suficiente para poder hibernar em câmaras próprias antes que o tempo acabe e a chuva chegue. É a partir deste momento que Rain World nos larga da mão e toda a aprendizagem fica a cargo do jogador. Aqueles que não aprenderem, estão destinados a morrer.

Rain World é implacável. O slugcat que encarnamos está próximo da base da cadeia alimentar. Quase tudo nos mata neste mundo e basta um erro para morrer. Morrer, em Rain World, significa perder todo o progresso desde a última hibernação. Num jogo que se apoia na exploração, e em que o mundo pode ser labiríntico por vezes, esta penalização é dura. A somar o facto de que a cada tentativa os inimigos podem estar em sítios diferentes, e também que cada morte nos rouba um nível de karma, a insistência num caminho é receita quase certa para frustração.

Os níveis de karma são as chaves para as novas áreas, essenciais para o progresso no jogo. Caso o nível de karma não seja igual ou superior ao necessário para abrir caminho, o jogador é obrigado a hibernar tantas vezes quantos níveis lhe faltam. A teoria é menos dura do que a prática: frutos recolhidos imediatamente antes de hibernar não estarão disponíveis na fase seguinte; morcegos e outras criaturas comestíveis poderão não estar nos mesmos locais; mas haverá sempre predadores e perigos geográficos. E, tudo isto, em contagem decrescente para a chuva torrencial.

NUMA PEQUENA MISERICÓRDIA,
O MUNDO NÃO É LINEAR, OFERECENDO
DIFERENTES CAMINHOS ALTERNATIVOS

Há poucos jogos que fazem jus à categoria Survival como Rain World. A tensão é palpável e não desaparece depois das primeiras horas de jogo, como é a sina de muitos títulos, em boa parte porque as regras e os perigos mantêm-se. O truque não está em evoluir a personagem ou em adquirir uma habilidade nova, mas em aprender a lidar com os perigos. E é aqui que Rain World brilha. Não é tanto a dificuldade, mas o desafio que tornam a experiência viciante. Fica o aviso, no entanto, de que o mundo pode ser injusto, especialmente quando nos encontramos subitamente encurralados e sem uma das arma de arremesso que se encontram pelo cenário. Mais frustrante do que ver a morte aproximar-se, é virar a esquina e ser comido pelo lagarto que estava à nossa espera. Ninguém disse que a vida era justa.

Numa indústria em que a exposição narrativa é norma e em que o design tem por hábito segurar o jogador pela mão, Rain World é uma quebra da rotina. Este não é um jogo feito para relaxar depois do trabalho, ou para matar dez minutos entre compromissos. Rain World exige concentração e dedicação, e as derrotas sucessivas desgastam a resistência do jogador mais paciente. É preciso persistência para aprender as leis do mundo, perceber que o ecossistema tem regras que se aplicam a todos os agentes deste mundo e tentar influenciar as situações a nosso favor: Rain World está cheio de pequenos segredos que cada jogador descobrirá a seu tempo, e esses momentos eureka são preciosos exactamente porque sentimos como fruto de mérito próprio.

Rain World não é para todos, isso é certo. Tanto no teclado como no comando, o jogo é consistente e as limitações existentes, devem-se à capacidade física do slugcat (não a uma má implementação de controlos) e a ratoeiras fatais para os jogadores menos precisos (ou em situações mais prementes). Haverá quem ache o jogo demasiado cruel, e negligente por não explicar determinados aspectos do mundo, mas quem conseguir encontrar satisfação na exploração, na descoberta das leis do ecossistema, e nas pequenas vitórias, terá um bom desafio pela frente. Uma coisa é certa: Rain World deixará marca.

Nota 8
A escala utilizada é de 1 a 10

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s