Saltar para o conteúdo

The Witcher 3: Um ano depois

Passou mais de um ano desde o lançamento de The Witcher 3 e desde que eu decidi parar de jogar o jogo da CD Projekt. Foi o jogo que veio com a minha PS4 e, portanto, o meu cartão de entrada na nova geração. Foi amor à primeira vista (incluindo a Yennefer #nohomo), mas a relação acabou por durar pouco… até porque depois saiu o Fallout 4.

Contudo, decidi que estava na altura de acabar com aquelas conversas constrangedoras em que tinha de explicar que ainda não tinha acabado The Witcher 3 de cada vez que dizia ser fã de RPG. Regressei ao mundo de fantasia de The Witcher 3 no domingo passado e dei por mim a perguntar-me se existiria por aí mais alguém nesta mesma situação. Não obtive resposta, mas decidi escrever este texto mesmo assim (*badass*).

O resultado? Seis pequenas dicas para ajudar no regresso e certificar que não fogem mais de The Witcher 3.

Brace yourselves

Updates are coming. E vão ser relativamente longos se, como eu, não tinham atualizado o jogo desde o ano passado. Bem sei que é desencorajante, mas mentalizem-se que vai acontecer, iniciem o download e vejam qualquer coisinha no Netflix no entretanto. Certifiquem-se também que descarregaram todo o conteúdo adicional gratuito e, não, não se ponham a comprar DLC pagos antes de acabarem a história principal – mesmo que queriam muito ir construir a vossa mansão com Blood and Wine.

the_witcher_3_wild_hunt_succubus-HD
Eu, nos primeiros cinco minutos de jogo. Dica: não estou a tocar flauta.

Não comecem do início

Ponderei recomeçar o jogo por completo e esquecer todo o progresso que já tinha, mas depois comecei a pensar em tudo o que teria de repetir e toda a progressão que iria perder. Estava em nível 23 e decidi que ia experimentar continuar e só depois decidir se ficava assim ou reiniciava a aventura. Recomendo – e não sou a única, já que no Reddit há todo um tópico sobre o assunto – que façam o mesmo: experimentem, vejam o feeling e só depois deliberem se querem mesmo começar de novo. O The Witcher 3 é um RPG longo, complexo e exigente e, além disso, lembrem-se que recomeçar tudo pode significar desistirem exatamente no mesmo ponto de antes.

Obs.: se escolheram a Triss em vez da Yennefer, então nada do que leram em cima faz sentido e deverão, sim, começar de novo e rever as vossas prioridades.

600459
Cue the music “I Believe in Miracles” by Ramones

Is this real life?

Preparem-se para ficar confusos. Com o quê? Com tudo, na verdade. É provável que se lembrem onde ficaram na narrativa, mas há uma série de detalhes da história que vão estar envoltos num nevoeiro. Pior que isso, quase de certeza que não se vão lembrar do que estavam a fazer na última vez que fizeram save e desligaram a consola. É importante não ficar frustrado – o que pode ser difícil num RPG e num jogo em que a história é tão relevante – mas a CD Projekt fez um bom trabalho e os ecrãs de loading ajudam a recontar a história. O meu plano de ação foi viajar para cada uma das áreas, pela ordem de sucessão narrativa, para assim ficar com uma mini reconstrução de tudo o que já havia progredido.

Era suposto atacares Geralt

Nunca na vida os tutoriais vão parecer tão importantes. Especialmente se falarmos de combate. Leiam tudo o que têm para ler, decorem o que cada botão faz e optem por viajar para uma área de menor nível para voltar a entrar no ritmo de combate. No meu caso, optei por regressar ao nível noob e limpar todos os pontos de interesse de White Orchard. Depois de terem voltado à velha forma, façam alguns contratos com nível semelhante ou pouco superior ao vosso. Ainda não voltei a fazer main quests, tendo-me concentrado nas side quests depois de sentir que já estava ambientada.


Ao estilo GoT

Já não sabem quem é aquela personagem de quem o não-sei-quantos (porque também não se lembram dele) fala? Está na altura de voltar a ler. Mais uma vez, graças a um bom trabalho da produtora, cada uma das personagens revelantes tem uma pequena bio que pode ser consultada. Os detalhes sobre a história, assim como o papel de cada um, vão voltar a ficar claros de forma rápida e concisa.

Guias, guias e mais guias

Se a informação do jogo não bastar, poderão utilizar a vasta biblioteca que a Internet oferece. Entre guias sobre como combater cada tipo de inimigo ou mapas interativos, o que não falta online são ajudas preciosas. Nunca é demais avisar que vale a pena ter cuidado com os spoilers. E se precisarem de um guia sobre como voltar a The Witcher 3 após um ano de interregno, subam a página e releiam este artigo.

tumblr_nps14112eW1uoy2m4o1_1280
Da série “Há coisas que não mudam no jogo, mesmo que voltes a jogá-lo um ano depois”

Comprometam-se

É desta que vão acabar o jogo. É MESMO desta. Por isso, se precisarem de sentir a pressão, usem um dos mais básicos truques que quem quer deixar de fumar usa e contem aos vossos amigos acerca da vossa decisão. Agora, eles sabem que vocês estão a jogar!

Se estiverem nesta mesma situação, acusem-se e vamos formar um grupo de entreajuda para “Jogadores Dedicados que Deixaram de Jogar The Witcher 3, Mas Decidiram Agora Voltar Para Acabar o Excelente Jogo que Deixaram no Limbo” ou JDDJTWM… depois pensamos no nome e na sigla. Estamos juntos!

VanessaDias Ver todos

Fã de RPG e conhecida por completar, mais vezes do que o recomendado, os jogos que mais adoro. Also love pizza.

2 thoughts on “The Witcher 3: Um ano depois Deixe um comentário

  1. Interessante o artigo! Eu desanimei tarde demais já depois do nível 70, quando um npc (arminho) que tem uma carta única desapareceu… Desisti de zerar mesmo pertinho do final, por que o gwent não ia ter como zerar… Começar de novo exige coragem de jogar mais semanas e semanas 😦

    Gostar

    • Obrigada Augusto! Percebo perfeitamente, nível 70 já é outra coisa! Eu também já falhei quests relacionadas com o gwent, o que me coloca na mesma situação, mas como estou mesmo é interessada na história, decidi continuar. Vamos ver se não desisto novamente! Tem de ser desta:)

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: