Xbox Portugal: uma comunidade sem rumo?

Apesar das piadas da equipa do Glitch e de restantes amigos, adquiri recentemente uma Xbox One. Apesar das piadas, é uma máquina fantástica. O catálogo corrente interessa-me e as promessas a curto e longo prazo intrigam-me, mas a consola sofre de um pequeno problema, principalmente neste jardim a beira-mar plantado: a gestão e o apoio da Microsoft Portugal.

Não é segredo nenhum que Portugal é sem dúvida a Sony-land, apesar de a Nintendo se safar relativamente bem. Com um cenário destes é compreensível que uma marca mais recente como a Xbox tenha alguma dificuldade em deixar a marca no mercado português. Somos um país pequeno e comprar uma consola envolve também entrar numa comunidade, daí a extrema importância do apoio da marca a quem decide ir contra a corrente.

O esforço da Microsoft Portugal em apoiar e promover a sua consola tem sido, aparentemente, melhor esta geração, com serviços novos a estrear, com a localização em português de exclusivos, com vários eventos em áreas comerciais, presença em eventos e promoções exclusivas; mas no final do dia são os pequenos pormenores e o suporte ao consumidor que deixam a imagem da marca a desejar.

Uma vez que entrei nesta geração pelo lado da Xbox One, deixando (para já) a PS4 de parte, fui logo procurar por jogos já lançados mais baratos. Entre lojas físicas e online deparei-me com preços um pouco mais altos do que estava disposto a pagar e, como seria de esperar, passei pela página de “Descontos e Oportunidades” da Xbox. Foi aqui que encontrei algo… interessante.

Xbox Port.... Fil... que?
Xbox Port…. Fil… quê?

“Será que isto me redireccionou para outra loja?” – pensei eu. Mas não, era mesmo a página em português. Este é um dos tais pormenores que colocam em causa a posição da Xbox em Portugal. Ao ver esta página senti que havia desleixo. E se há desleixo, o que diz isso sobre a relação da Xbox com a comunidade portuguesa?

Como consumidor preocupado, tentei contactar a Microsoft para reportar a situação. A plataforma para a comunicação deste tipo de situações é nula. Não existe uma secção portuguesa no fórum nacional oficial e a resposta nas redes sociais é demorada ou inexistente.

Após algumas tentativas por vários canais, foi por mensagem privada no Facebook que me atenderam, uma semana depois, agradecendo a chamada de atenção e que iriam dar conta do recado. “Porreiro!” pensei eu como se tivesse feito a boa acção do dia. Excepto que não valeu de nada. O banner continua inalterado e a solução é tão simples como editar o html no bloco de notas.

Preguiça? Não. Desleixo.
Preguiça? Não. Desleixo.

É verdade que já tive que recorrer ao suporte da Xbox mais vezes do que desejava e, no final, sempre resolvi tudo. O que me chateia enquanto consumidor vai além da fiabilidade dos produtos, passa também pelos serviços oferecido e pela imagem das marcas, porque condiciona o sucesso dos produtos e consequentemente a oferta de serviços. E eu com uma Xbox One em casa não quero senão que tenham sucesso.

A questão que fica é: se falham nos canais de comunicação e se desleixam na própria representação, por muito que se goste de uma marca, como posso estar seguro de que fiz a escolha certa?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s